Aviso!

ATUALIZAÇÃO em: 03/03/21

Vamos passar por uma reformulada no Layout em breve e aí, todas as postagens que estão com probleminhas de chá de sumiço de imagens e partes do texto, vão finalmente ressurgir das cinzas como uma fênix. Também estamos vendo nossas artes, principalmente as logos usadas por nós, em produtos comerciáveis e gostaria de pedir que não roubem as imagens do site, pois todas foram compradas para serem únicas e exclusivas. O logo, a edição das capas, tudo. Se virmos espalhadas por aí, vamos processar, porque temos direito de imagem sobre elas, agora, tá? Beijos de luz!

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

TWDRAMA | Pleasantly Suprised / Love myself or you

Annyeonghaseyo! Hoje, a resenha é de um Twdrama bonitinho chamado Pleasantly Surprised, ou também conhecido por Love Myself Or You, um jogo de palavras chinês que significa “eu gosto de ficar sozinho” e, ao mesmo tempo, “gosto de uma pessoa” ou ainda Love Meets Cupid. O dorama traz várias citações de One Piece mas a história, em si, nada tem a ver com o mangá. É que Du Kai Qi e Hao Wei são apenas viciados em One Piece, mas aqui, quem importa é o Louis, nome 'francês' de Fu Zi Jie. Calma, eu explico!



Gênero: Romance/Drama/Comédia
Episódios: 22
Exibição: 2014

  • Sinopse: Pode alguma coisa ser mais importante do que quadrinhos e boa comida? Du Kai Qi (Puff Guo) é uma mulher solteira e independente que adora One Piece e seu trabalho como chef no requintado restaurante francês Figaro Cuisine. Quando descobre que seu estagiário na cozinha, Fu Zi Jie (Jasper Liu), é seu vizinho de porta, eles imediatamente começam a brigar sobre assuntos triviais. Mas, o que nem Du Kai Qi, nem os outros chefs do restaurante sabem é que Zi Jie é um chef com formação clássica que acabou de voltar da França e que Figaro Cuisine é na verdade o restaurante do pai dele. É que Zi Jie foi convencido pelos seus pais de ficar, pelo menos, 1 mês em Taiwan com eles, sem saber que Zi Jie havia prometido ao irmão nunca mais voltar.


Então, nós temos:


Dois melhores amigos que se ajudam e se apoiam, quando crianças e que, infelizmente são obrigados a se separarem por forças maiores a suas vontades. Ambos são apaixonados pela gastronomia, sobretudo a francesa. Um porque seu pai é o cozinheiro e seu sonho é o de se tornar um chef tão qualificado quanto ele. Outra porque, vivendo a vida pobre que tinha, ao experimentar seu prato, sentiu pela primeira vez, felicidade. Sua mãe nada mais era que a babá de seu amigo.


Um chef de cozinha com restaurante próprio que assina seus pratos com seu nome francês "Louis", cujo restaurante, não sabemos que fim deu, que posteriormente se aventura a ser estagiário por 1 mês no restaurante de seu pai, sem contar sua verdadeira identidade, e que logo de cara é o escolhido para avaliar quem das suas chefs cozinhou o melhor prato, para então torná-la a sous chef do Figaro Cuisine. Seu passado é triste e se sente obrigado a viver solitário por conta de uma promessa feita a seu irmão.


Uma moça com um temperamento extremamente arrogante e frio, que sonha em se tornar sous chef do restaurante onde trabalha, desde que experimentou um prato do pai de Fu Zi Jie, ainda quando era pequena. Ela faz da comida e do One Piece, sua forma de viver um amor e por conta de seu passado nebuloso, marcado por erros familiares e decepções, e também porque ficou afastada de seu melhor amigo de infância, não reconhece Fu Zi Jie. Ela tem sérios problemas em confiar nas pessoas e interagir com elas. Para completar, na vida adulta, não tem uma relação saudável com seu pai, sua mãe carece de atenção e seu sobrinho ficou com sua guarda desde a morte de sua irmã mais velha.


Um amigo de Du Kai Qi que há anos é apaixonado por ela e um eterno friendzone. Ele é o irmão da sous chef do restaurante Figaro Cuisine e também viciado em One Piece, além de um nerd apaixonado por astronomia. Hao Wei seguiu no ramo da gastronomia para um dia reencontrar Du Kai Qi, que precisou rapidamente fechar matrícula na faculdade por problemas que não podia resolver, fazendo com que o rompimento do relacionamento dos dois fosse mal interpretado.


Temos, ainda o grupo de cozinheiros do Figaro Cuisine, cada um com sua história paralela, não muito bem desenvolvida como eu acho que deveria ter sido, mas que ajudou a compôr o núcleo de drama e comédia da história, fazendo de algumas cenas memoráveis, e algumas situações bizarras e engraçadas. Aliás, não só eles, mas o próprio casal principal, também, diga-se de passagem...
Aparentemente, não é um roteiro muito diferente, quase caindo no clichê, mas aí não sei dizer como, a história não ficou arrastada. Eu gostei. É bom, mas não é ótimo. Jasper Liu tem as roupas mais horríveis que EU já vi num dorama, parecia que os estilistas pegaram a capa do sofá da avó e o vestiu. - Mas, é claro, estou criticando baseado em meu gosto, porque pareciam ridículos os padrões de camisa e gravata. - Acontece que ele é modelo e usava a moda primavera/verão 2014, cujo o tema era floral. Logo, os estilistas se mantiveram fiéis às tendências da passarela em Paris/2014: bermudas e camisas de flores foram comuns na passarela daquele ano.


Os beijos, aiai.. finalmente, beijos técnicos e apaixonados, diferentes daqueles que você vê nos doramas coreanos, mais conservadores (não que isso seja uma crítica, mas tem cena que pede algo mais e acaba sendo frustrante não ver algo mais 'caliente'). Os cenários em que eles ocorriam, sinceramente? Vários melhores dos que já tinha visto. Mas, não são o ponto alto da história. Vejam bem, Fu Zi Jie cria para si, a obrigatoriedade de trazer "luz" e "felicidade" para Du Kai Qi, ensinando-a a interagir com seus colegas de trabalho e a acreditar nas pessoas, aprender a confiar nelas, tirar seu bloqueio. E, sinceramente, é o que mais gostei nele - embora, às vezes, eu tivesse dó ou raiva dele engolir a estupidez dela.


Como todo dorama taiwanês, ele tem seus exageros nos dramas e comédias, mas o conjunto da obra o torna gostosinho de assistir. Eu, geralmente, quando assisto alguma história, tento me colocar no lugar da pessoa, com a cabeça dela, senão a empatia não estaria completa, mas não consegui me ver realmente na pele dos personagens, não sei se por falha no roteiro ou se por não conhecer a cultura de Taiwan (república da China), ou se, desta vez, a minha habilidade de empatia falhou e não me permitiu mergulhar na personalidade dos personagens como fiz nas outras, mas...


Por exemplo, acho que o bloqueio que a Du Kai Qi desenvolveu por conta do que ela passou, embora fizesse sentido, não se conectava e era extremo demais. Tanto quanto injusta a maneira de Fu Zi Jie ter crescido por conta de seu irmão mais velho e a maneira pela qual este desenvolveu uma repulsa pelo próprio irmão mais novo. Sério, eu achei exageradas as consequências comparadas aos acontecimentos. Por mais que eu tentasse, simplesmente, não conseguia aceitar tão tranquilamente que aquelas coisas do passado pudessem modificar tanto as pessoas a tal nível... Talvez, porque não foi muito bem trabalhado! Mas, quem sou eu para julgar? Ninguém, né...


Agora, não me entendam mal, eu amo dramas taiwaneses porque eles tendem a ser longos e eu adoro ver momentos fofos em um drama e isso eles fazem muito bem, mas o fato de o drama poder terminar a qualquer momento com um final feliz, e não terminar porque foi atrasado para jogar mais drama de baixa qualidade, me incomodou. Acho que o drama foi um pouco exagerado no final da série... Acrescentaram tanta coisa nos dois últimos episódios, que eu senti falta de um desenvolvimento mais envolvente. Não deixou a desejar, mas poderia ter sido melhor e se prolongado mais...


Fora isso, há comida, há amor e há uma fatia de vida real. Na verdade, o dorama se concentrou em torno da comida francesa e das carreiras dos personagens, o que não foi ruim e também não se afastou do romance completamente. A comida também foi muito bem filmada. - E porque é comida, me deixou com fome enquanto assistia. Vi a primeira cena do dorama e o estômago já roncou. Não diminuiu com o passar do tempo.
O que mais gostei foi o amadurecimento das pessoas envolvidas no círculo amoroso da história. - Círculo, porque no começo dele eram tantos friendzones que eu gargalhava pelo exagero. - Sabe aquela quadrilha de Carlos Drummond de Andrade? "João amava Teresa, que amava Raimundo, que amava Maria, que amava Joaquim, que amava Lili, que não amava ninguém."? Então... quase isso. - Mas, o drama te surpreende por não haver aquela disputa maldosa, embora decidida, e quaisquer tentativas de destruir o outro. Todos crescem e amadurecem conforme o decorrer da história. - Bem, alguns mais do que outros, e dois ficam o ápice do que se pode chamar de brega, mas dorama que segue e... ainda bem!
E, por fim, um elenco de tirar o fôlego (porque onde tem Jasper Liu, Lee Sean, Jolin Chien, Yorke Sun e Deyn Li, você não precisa de mais nada)!


Ah, antes de eu ir, uma curiosidade: Três dos quatro membros da banda do grupo taiwanês 4ever participaram deste dorama. São eles: Jolin Chien (Chen Hao Wei), Yorke Sun (Wang Da Zhi) e Deyn Li (Xiao Qiang). Seu quarto membro, David Hsu, esteve no dorama In Time With You, junto com o Jasper Liu. Jolin Chien também encenou o friendzone em Murphy's low of love. Já o Lee Sean (Ji Yong Qian) participou de Bromance e Behind Your Smile.


~~~~~~~~~~~ • ONDE ASSISTIR? • ~~~~~~~~~~~
Viki • 

~Rackys

Do Atari ao PS4, superando o vício em Guitar Hero II e migrando para "drogas" mais fortes: os Doramas. Eles me transformaram numa maratonista devoradora e resenhista de dramas asiáticos, pelos sites Eu Insisto, Uma Dose de Dorama, Kai nos Doramas e Teoria Geek, e agora, com site próprio EU♥DORAMAS! Por influência deles, me viciei em SHINee (kpop) e descobri que não tem cura. Mais recentemente, fui convertida ao SuperM e EXO, também. (Amém!) Além destes projetos, fui otaku de Naruto, fã de Nicholas Sparks, amante de séries teens, musicais, de dança, ginástica artística e dança no gelo. Atualmente nooba em PvP e admin do grupo EU♥DORAMAS no Face e ajudante no fórum da Fansub de mesmo nome. Me aventurei na vida de subber para uma Fanbase de Legenda: a SuperMsubBR. Mas, meu coração continua shawol pra todo o sempre e MVP de carteirinha, embora Flaming tracker me afronte. E, por fim, juro que, embora pareça que não, tenho vida social! Tanto que sou professora de educação infantil no "tempo livre". Prazer! Sou Rackys.

10 comentários via Blogger
comentários via Facebook

10 comentários:

  1. Gostei bastante da review! Acho que vou ter q ver!

    ResponderExcluir
  2. Hm…
    Olha,fico impressionado e orgulhoso a cada resenha que você faz,pois vejo que a cada resenha, você busca sempre melhorar e percebo também que a cada nova resenha há uma sutileza diferente na palavras que mostram o seu amadurecimento como resenhista.
    Adorei a resenha,mas não sei quando eu assistirei kkkkk
    Doramas ou qualquer outro programa que tenha culinária são delicados?pois conforme eu assisto me dá fome kkkkkk
    Parabéns por outra excelente resenha!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sutileza diferente nas palavras? Sinceramente, não reparei isso em mim. hahaha Mas, obrigada, como sempre. Sempre com críticas construtivas com as minhas resenhas..
      Ps1: K2? hahahahaha
      Ps2: Novidaaaaaaade não saber quando vai assistir.. hahahahaha
      Esse dorama em especial, sério, foi um sacrifício imenso assistir e tentar manter a dieta. Fail!
      hahaha Obrigada mais uma vez!

      Excluir
  3. Vou te matar! rs primeiros parágrafos ja queria ir logo ver o dorama, no meio da leitura pensei melhor, achando que primeiro eu poderia terminar de assistir Ghost. E agora lendo os parágrafos finais já quero novamente correr e assistir o referido dorama da resenha Só suas resenhas pra fazer isso comigo.
    Amo! + 1 resenha top

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tinha que terminar a resenha com a melhor forma de cada um. hahahahaha Menina, esse primeiro aí, em Behind Your Smile tá uma belezura. De verdade!! <3 Pegava fácil o caipirinha!

      Excluir
  4. Thaiane Sousa Roberto31 de março de 2020 21:57

    Decidi acompanhar esse dorama agora, em 2019, depois do fim de “Before we get married” cujo casal principal é exatamente o mesmo. Fiquei curiosa pra saber de onde vem tanta química desse casal, creio q tenha sido de “Love myself or you”. Seguirei vendo o dorama e espero gostar porque na verdade adorei “Before we get married”.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma pena não ter voltado para me dizer o que achou de Love Myself Or You... mas tenho certeza de que gostou. Na verdade, é impossível não curtir esse draminha.. ^^

      Excluir
  5. História interessante, texto gostoso de ler que desperta uma curiosidade sobre o desenrolar da história, vai pra lista 😊

    ResponderExcluir
  6. Oi, Raquel!
    Novamente uma resenha que deixa a gente com vontade de conferir a história. Valeu a dica, vou apreciar com certeza. Adoro histórias assim!
    ❣️ Sempre achei muito gratificante escrever acerca daquilo que gosto. Com certeza é isso que acontece contigo, pois teus textos inspiram!
    Beijos, querida!
    😉

    ResponderExcluir

Deixem-nos saber o que achou do post! Comente aqui.

Todo site, quando desenvolvido com carinho, sem qualquer pretensão de lucro, espera algo em troca.
A única coisa que espero dos meus visitantes, além de gostarem do conteúdo, é comentarem nas postagens.
São estas pequenas coisas que não me deixam desanimar: saber que tem gente que acompanha, independente de concordar ou discordar de mim.
Então, se não for pedir muito, por favor, deixem umas blogueiras felizes! ^^

Paginação numerada



Subir