Aviso!

ATUALIZAÇÃO em: 04/08/20

Oi, gente, o servidor atualizou e, com ele, algumas postagens tiveram trechos que tomaram um chá de sumiço. Estou tendo de atualizar tudo, então se virem alguma coisa, podem comentar (usando uma conta Google) nos comentários dos posts, okay - que assim, sou notificada (porque quando comentam pelo face, não aparecem para mim, infelizmente). Ah! Algumas imagens também tomaram chá de sumiço e outras postagens perderam a formatação. Mas, com o tempo, tudo se ajeita, né...
Desculpem o transtorno!
Mostrando postagens com marcador SS501. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador SS501. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

KDRAMA | Playfull Kiss

A resenha de hoje é polêmica (mas eu sou brasileira e não desisto nunca) porque Playfull Kiss faz parte daquele seleto número de doramas que uma parcela da população dorameira tende a odiar, ou por preferir outras versões de adaptações, ou por achar esta "machista demais", - particularmente, acho um certo exagero esta última definição, mas vou tentar explicar o meu ponto de vista acerca dos personagens e deixo para vocês tirarem suas conclusões - ou, ainda, por não ter visto o especial de Playfull Kiss onde o Seung Jo está verdadeiramente fofo, bem diferente dele no início do dorama. Mas, vamos com calma, já chego lá! - Bora para a sinopse!



Gênero: Romance/Drama
Episódios: 16
Exibição: 2010

  • Sinopse: Oh Ha Ni (Jung So Min) é apaixonada há 3 anos por Seung Jo (Kim Hyun Joong) desde o momento em que coloca os olhos nele no primeiro dia de aula. Ele é um pacote completo de garoto prodígio - popular, alto, atlético, bonito e todos os estudantes o invejam por obter a nota perfeita em todas as provas. Ela é o oposto. Filha de um herdeiro de um restaurante de família, Oh Hani não herdou o dom de cozinhar. É péssima em quase tudo o que faz, inclusive na escola, exceto em amar. Seu amor por Seung Jo é incondicional e até doentio, vide seu esforço energético para conseguir sua atenção, mas ele a considera apenas um incômodo e nada além disso. O destino, então, os coloca debaixo do mesmo teto quando um terremoto de baixa magnitude destrói apenas a casa da família de Oh Ha Ni. Ela e seu pai passam a viver temporariamente na casa do amigo de infância do pai dela, que por sinal é o pai de Seung Jo.

Paginação numerada



Subir