Aviso!

ATUALIZAÇÃO em: 04/08/20

Oi, gente, o servidor atualizou e, com ele, algumas postagens tiveram trechos que tomaram um chá de sumiço. Estou tendo de atualizar tudo, então se virem alguma coisa, podem comentar (usando uma conta Google) nos comentários dos posts, okay - que assim, sou notificada (porque quando comentam pelo face, não aparecem para mim, infelizmente). Ah! Algumas imagens também tomaram chá de sumiço e outras postagens perderam a formatação. Mas, com o tempo, tudo se ajeita, né...
Desculpem o transtorno!
Mostrando postagens com marcador Mark. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Mark. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 21 de outubro de 2019

SuperM | Do debut ao topo das paradas na Billboard 200: o trajeto percorrido e os obstáculos no caminho.

Desde seu anúncio oficial, o SuperM vem enfrentando grandes batalhas na Indústria Musical. Como falei neste artigo, o SuperM foi criado a pedidos da Capitol Records, a partir de 4 (quatro) grandes outros grupos da SM Entertainment, tendo em sua formação o Taemin do SHINee, o Kai e o Baekhyun do EXO (este, escolhido como o líder do SuperM), o Mark e o Taeyong do NCT e o Lucas e o Ten do WayV.


Muitas dúvidas surgiram e preocuparam os fandoms destes grupos. Eles se questionavam se os grupos originais seriam prejudicados com a formação deste super-grupo.
No artigo em que falei do SuperM, deixei claro que esta era uma preocupação infundada, uma vez que já havia sido esclarecido que os grupos originais teriam preferência sobre este e que, muito embora fosse, de fato, um novo grupo, as promoções ocorreriam, principalmente, no mercado fonográfico dos EUA e, em segundo plano, na Coreia do Sul, sem atrapalhar as promoções dos grupos originais.


Mesmo parecendo óbvio que a intenção desta parceria entre a Capitol Records e a SM fosse fazer do SuperM, uma "Super Unit", alguns fãs não aceitaram muito bem a ideia e pediram o 'disband' do grupo (o fim definitivo) logo após o seu anúncio oficial.
As empresas tentaram controlar a repercussão negativa lançando lives dos membros do SuperM, no Instagram, onde eles claramente pediam apoio aos fãs e mostravam a química já existente entre eles. - Aliás, devo agradecer às empresas, que fizeram o Taemin gostar da coisa e não só fazer um instagram, coisa que nós, shawols, esperávamos há 11 anos, como também fazer um monte de lives depois disso, embora ainda precise aprender a salvá-las rsrs. - Para alguns fandoms, isso foi suficiente para acalmar a ansiedade e a preocupação. Para outros, nem tanto.
Muitos fãs, ainda, preferem entrar em discussões com a SM, acerca do grupo original, exigindo maior investimento, sem aparentemente entenderem que quem está investindo pesado no SuperM é a Capitol Records, e outros, pior ainda, preferem as brigas entre si sobre "quem está promovendo quem", numa disputa de egos - que nem vale a pena enaltecer por aqui - esquecendo-se que todos começaram do zero e foram trainees na mesma empresa, e que também receberam ajuda, de uma ou outra forma, dos grupos já consolidados na indústria musical coreana quando debutaram.


De todo modo, toda a repercussão negativa não foi o suficiente para acabar com o SuperM, antes mesmo dele começar. Em 4 de Outubro de 2019, nos EUA, o SuperM oficialmente debutou (estreiou, na linguagem do Kpop) e abriu o seu caminho para o mercado Ocidental e para os outros grupos que o compõe.
Como eu disse, acima, ao aceitar a parceria com a Capitol Records, o Lee SooMan (co-fundador e presidente da SM) fez uma jogada de mestre: Ele não só alcançou o objetivo do SuperM, como um super-grupo que se lançou como "os vingadores do kpop", como promoveu os grupos envolvidos em sua criação, através desta "super-Unit". 
Para entenderem o que eu quero dizer, vou explicar três importantes pontos: O que são Units, o conceito de "Avengers of the Kpop" e a "Sinergia Diferente do Grupo" prometida pelos parceiros 'Capitol Records' e 'SM Entertainment'. 

Paginação numerada



Subir