Aviso!

ATUALIZAÇÃO em: 04/08/20

Oi, gente, o servidor atualizou e, com ele, algumas postagens tiveram trechos que tomaram um chá de sumiço. Estou tendo de atualizar tudo, então se virem alguma coisa, podem comentar (usando uma conta Google) nos comentários dos posts, okay - que assim, sou notificada (porque quando comentam pelo face, não aparecem para mim, infelizmente). Ah! Algumas imagens também tomaram chá de sumiço e outras postagens perderam a formatação. Mas, com o tempo, tudo se ajeita, né...
Desculpem o transtorno!
Mostrando postagens com marcador Luísa. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Luísa. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 21 de abril de 2020

ESPECIAL | OSTs de doramas que saíram da Indústria do KPOP

Hoje, o nosso especial é sobre OST, aka Original Television Soundtrack, ou popularmente conhecida como soundtrack. E tudo isso, em português, se resume a: trilha sonora.


Sabemos que a trilha sonora tem um papel importantíssimo em quaisquer história/estória contada por meios audiovisuais. Em dramas coreanos (k-dramas, doramas) não é diferente. Em muitos casos (maioria, na verdade), ao menos uma, três...se não todas as faixas, as quais compõem a OST, foram compostas especialmente para o drama! Claro, tem dramas que o soundtrack foi completamente montado com músicas já existentes  - dentro ou fora do papel -,porém especialmente selecionadas. Além disso, temos vários cantores coreanos fabulosos, famosos por estarem presentes em diversas trilhas sonoras, como K.Will (incontáveis, mas básica: Like A Star, de You Who Came From The Stars), Gummy (You Are My Everything, de Descendants of the Sun), Roy Kim (You Belong To My World, de While You Were Sleeping), entre outros.

quinta-feira, 26 de março de 2020

ESPECIAL | Parasite

Não, esse texto não é sobre saúde ou um artigo sobre parasitologia. Apesar de ser um assunto extremamente importante (principalmente nos dias atuais), esse texto é sobre cinema. Mais precisamente, sobre Parasite, o filme sul-coreano que venceu em quatro categorias do Oscar 2020, e teve seu diretor, Bong Joon-Ho, consagrado na noite da maior premiação da indústria do cinema.
Depois de nos recuperarmos das grandes vitórias de Parasita na 92ª cerimônia do Oscar, realizada no Dolby Theater, em Los Angeles - Califórnia, veremos como esses acontecimentos vão reverberar, daqui para frente, na indústria do Cinema.


Gênero: Drama
Exibição: 2019
Ganhador do Óscar: 2020

  • Sinopse: Toda a família de Ki-taek está desempregada, vivendo em um porão sujo e apertado, mas uma obra do acaso faz com que ele comece a dar aulas de inglês a uma garota de família rica. Fascinados com a vida luxuosa destas pessoas, pai, mãe e filhos bolam um plano para se infiltrarem também na família burguesa, um a um. No entanto, os segredos e mentiras necessários à ascensão social custam caro a todos.

segunda-feira, 24 de junho de 2019

KEY | Face: Primeiro álbum solo (E como reconhecer a nós mesmos)

Eu, simplesmente, AMEI essa review! Cada linha, cada palavra escolhida, cada detalhe esmiuçado para falar com tanto carinho sobre o Key... É exatamente o tipo de review que eu gostaria de ter feito e não consegui. Rascunhei, rascunhei e rascunhei, e nunca ficava satisfeita! Fiz uma pequena (e bem rala) contribuição no texto, mas a essência é toda dela!
Tô lisonjeada que essa obra tenha se inspirado em algo que eu tenha feito! Quando me disse que "Me inspirei no seu", se referindo ao meu texto na Review de "The Story of Light ~Epilogue", meu coração se aqueceu, e eu chorei... Verdadeiramente tocada por isso!
Sem querer parecer piegas, mas isso me fez sentir importante, especial, única de uma forma diferente... justamente por admirarem tanto algo que fiz, a ponto de servir de inspiração a alguém, ainda mais quando essa inspiração resulta num trabalho tão lindo como esse! É uma sensação única! E digo mais: É lisonjeio porque não é um elogio pelo que sou de fora pra dentro, mas pelo que sou de dentro pra fora. É lisonjeio porque, acompanhando o SHINee, eu pude sentir o que eles sentiam, e senti junto com eles por ser shawol. Foram eles quem me inspiraram a desenvolver aquela Review, eles quem me ensinaram a superar as dores e a botar tudo numa caixinha de inspiração, somar com meus sentimentos e pensamentos, e jogar pro mundo... em forma de escrita. - Coisa que eu não conseguia fazer há muito tempo!
E, em pensar que essa minha review se conectou aos seus sentimentos e sensações com o álbum do Key, e juntos com a sua habilidade de escolher tão bem as palavras, criou isso... Nossa! Nem sei como explicar o quanto eu tô emocionada, o quanto tô soft, impactada e com aquela vontade de ouvir Key até não aguentar mais (o que é impossível, porque quem ama SHINee, ama cada membro do grupo, ama cada conquista e vitória deles. Ama o simples fato de ter nascido na mesma época em que eles! "Não aguentar mais" não faz parte do nosso vocabulário, porque o SHINee preenche todos as páginas!)
Você é uma fofa! E conseguiu passar, o que nem mesmo eu consegui, com maestria e numa puta perfeição! - (Mesmo não se dizendo, sequer, shawol. - Coisa que discordo!) - E, por concordar com todo o resto - absolutamente todo ele - e OBRIGADA POR PERMITIR COMPARTILHAR ESTA REVIEW POR AQUI - eis, com os devidos créditos:

~Review de autoria de Luísa Britto~

Hoje, eu gostaria de fazer uma análise e trazer alguns motivos porque você deveria, agora mesmo, escutar a FACE, o primeiro álbum solo do cantor sul-coreano KEY (do grupo kpop SHINee).
  • Disclaimer: Este texto é uma tentativa de passar em palavras o que essa obra, no caso álbum, afetou minha vida, e como ela pode afetar a sua. Já adianto que não possuo referências literárias para falar de música, nem sou antiga ou expert nesse mundo de kpop, porém, falo com o coração de quem curte música mesmo, de quem não tem medo de ser puxa-saco, ter 60 anos e admirar sucessos teens de 18 anos - o importante é a validade da música. Resumindo, esse texto é para eternos amadores de músicas, os quais escutam a mesma playlist como se fosse a primeira vez, não tem medo rótulos e estão sempre dispostos a entrar em novos meios musicais.

Paginação numerada



Subir