Aviso!

ATUALIZAÇÃO em: 04/08/20

Oi, gente, o servidor atualizou e, com ele, algumas postagens tiveram trechos que tomaram um chá de sumiço. Estou tendo de atualizar tudo, então se virem alguma coisa, podem comentar (usando uma conta Google) nos comentários dos posts, okay - que assim, sou notificada (porque quando comentam pelo face, não aparecem para mim, infelizmente). Ah! Algumas imagens também tomaram chá de sumiço e outras postagens perderam a formatação. Mas, com o tempo, tudo se ajeita, né...
Desculpem o transtorno!

segunda-feira, 21 de outubro de 2019

SuperM | Do debut ao topo das paradas na Billboard 200: o trajeto percorrido e os obstáculos no caminho.

Desde seu anúncio oficial, o SuperM vem enfrentando grandes batalhas na Indústria Musical. Como falei neste artigo, o SuperM foi criado a pedidos da Capitol Records, a partir de 4 (quatro) grandes outros grupos da SM Entertainment, tendo em sua formação o Taemin do SHINee, o Kai e o Baekhyun do EXO (este, escolhido como o líder do SuperM), o Mark e o Taeyong do NCT e o Lucas e o Ten do WayV.


Muitas dúvidas surgiram e preocuparam os fandoms destes grupos. Eles se questionavam se os grupos originais seriam prejudicados com a formação deste super-grupo.
No artigo em que falei do SuperM, deixei claro que esta era uma preocupação infundada, uma vez que já havia sido esclarecido que os grupos originais teriam preferência sobre este e que, muito embora fosse, de fato, um novo grupo, as promoções ocorreriam, principalmente, no mercado fonográfico dos EUA e, em segundo plano, na Coreia do Sul, sem atrapalhar as promoções dos grupos originais.


Mesmo parecendo óbvio que a intenção desta parceria entre a Capitol Records e a SM fosse fazer do SuperM, uma "Super Unit", alguns fãs não aceitaram muito bem a ideia e pediram o 'disband' do grupo (o fim definitivo) logo após o seu anúncio oficial.
As empresas tentaram controlar a repercussão negativa lançando lives dos membros do SuperM, no Instagram, onde eles claramente pediam apoio aos fãs e mostravam a química já existente entre eles. - Aliás, devo agradecer às empresas, que fizeram o Taemin gostar da coisa e não só fazer um instagram, coisa que nós, shawols, esperávamos há 11 anos, como também fazer um monte de lives depois disso, embora ainda precise aprender a salvá-las rsrs. - Para alguns fandoms, isso foi suficiente para acalmar a ansiedade e a preocupação. Para outros, nem tanto.
Muitos fãs, ainda, preferem entrar em discussões com a SM, acerca do grupo original, exigindo maior investimento, sem aparentemente entenderem que quem está investindo pesado no SuperM é a Capitol Records, e outros, pior ainda, preferem as brigas entre si sobre "quem está promovendo quem", numa disputa de egos - que nem vale a pena enaltecer por aqui - esquecendo-se que todos começaram do zero e foram trainees na mesma empresa, e que também receberam ajuda, de uma ou outra forma, dos grupos já consolidados na indústria musical coreana quando debutaram.


De todo modo, toda a repercussão negativa não foi o suficiente para acabar com o SuperM, antes mesmo dele começar. Em 4 de Outubro de 2019, nos EUA, o SuperM oficialmente debutou (estreiou, na linguagem do Kpop) e abriu o seu caminho para o mercado Ocidental e para os outros grupos que o compõe.
Como eu disse, acima, ao aceitar a parceria com a Capitol Records, o Lee SooMan (co-fundador e presidente da SM) fez uma jogada de mestre: Ele não só alcançou o objetivo do SuperM, como um super-grupo que se lançou como "os vingadores do kpop", como promoveu os grupos envolvidos em sua criação, através desta "super-Unit". 
Para entenderem o que eu quero dizer, vou explicar três importantes pontos: O que são Units, o conceito de "Avengers of the Kpop" e a "Sinergia Diferente do Grupo" prometida pelos parceiros 'Capitol Records' e 'SM Entertainment'. 

1º  PONTO: O que são UNITs?
As Units são sub-grupos de grupos principais, criados basicamente para promoções. A ideia foi criada no mercado justamente para apresentar conceitos novos ao público. Portanto, esses “mini grupos” recebem músicas, promoções e comebacks próprios, separados do grupo principal.

SHINee
Embora o SHINee não tenha subunidades, alguns membros participaram de algumas Units experimentais da SM. O JongHyun, por exemplo, participou do SM The Ballad. Já o Taemin, participou da Unit de performances de dança, chamado Younique, junto com o Kai e Luhan do EXO, o Eunhyuk do Super Junior, o Henry do Super Junior - M e a Hyoyeon de Girls Generation.


EXO
A princípio, formado por integrantes coreanos e chineses, tinha 2 (duas) Units: EXO-K e EXO-M, a primeira era uma formação coreana do grupo e a segunda, chinesa. Ambas criadas para a promoção do EXO na Ásia, a "EXO-K" cantava em coreano e a "EXO-M", em mandarim. Mais tarde, vieram a "EXO-CBX", composta pelo Chen, Baekhyun e Xiumin, do grupo principal e, mais recentemente, a "EXO-SC" formada pelo Sehun e Chanyeol. Os conceitos destas duas últimas Units são diferentes entre si e diferentes do conceito do EXO, enquanto grupo principal.


NCT
As Units no NCT ocorrem de uma maneira muito mais complexa. O NCT não é um grupo específico, como o EXO, é uma espécie de 'marca'. NCT é a abreviação para "Neo Culture Technology", que descreve "o conceito do grupo de ter um número ilimitado de membros, divididos em várias subunidades, baseadas em várias cidades do mundo". Atualmente, o NCT conta com 21 membros, mas a cada ano entram 3 novos integrantes - ou seja, em 2020, teremos 24 nomes para tentar decorar e falhar, miseravelmente!


Destes 21 membros, 10 estão no NCT 127 (o número representa as coordenadas de longitude de Seul). Esta Unit promove mais nos EUA, desde sua criação. O NCT Dream tem um conceito mais "teen", aborda os sonhos adolescentes, talvez por serem mais novos. Porém, é uma Unit rotacional: quando os seus membros envelhecem, os chineses vão para a Unit WayV, que atualmente, tem 7 membros, e os outros são divididos entre as Units NCT 127 e/ou NCT U. Nesta última, os membros mudam de acordo com quem se encaixa melhor em cada conceito. Atualmente, a Unit NCT U conta com 9 membros e conceito mais voltado para o "sexy". Quem não se encaixa no conceito, permanece no NCT U, em "hiatus", não promove as faixas e aguarda um conceito novo para se encaixar. - Deu pra entender? Porque, às vezes, nem eu sei se entendi bem. 
Enfim, então, para mim, sim, é um mistério o fato de alguns fandoms não apoiarem o SuperM, sendo que na formação dos seus grupos 'ultimates', as Units existem, promovem, e todo mundo já está mega acostumado com o conceito e tal dinâmica delas. Mas, vamos para o próximo ponto!

2º PONTO: O conceito dos "Vingadores do Kpop".
Não, não é arrogância, prepotência, soberba, nem nada. É apenas uma analogia, nada mais que isso. Tem fandoms de outros grupos, que se sentiram ameaçados, intimidados, ou mesmo provocados, levando a entenderem que o SuperM veio para se vingar deles. Não. É necessário apenas olhar para a Marvel e lembrar de "Avengers", mesmo. Cada herói com sua história, seu filme, sua HQ, mas que quando se encontram, formam um time de heróis que funcionam muito bem juntos. Fim. - Então, SuperM não foi criado pra você, coleguinha, ficar inseguro. Apenas relaxa os dedinhos e segure o hate.


Em tempo: O mundo do Kpop, embora inovador, não é muito bonito quando você acompanha de perto. Principalmente, pelo Twitter. Ali, comparada à "Terra de Ninguém", parece um ambiente mais hostil, onde as pessoas mais mesquinhas são as que mais usam a plataforma para destilarem seus ódios gratuitos em cima daquilo que não gostam, chegando a ofender os membros do grupo, que estão apenas fazendo o seu trabalho. - Coisa que eu acho uma completa imbecilidade, imaturidade e infantilidade, seja de qual lado for.

3º PONTO: A Sinergia diferente prometida.
Vou usar o meu lado pedagógico para iniciar a explicação sobre este ponto:
  1. 1. ação ou esforço simultâneos; cooperação, coesão; trabalho ou operação associados.
  2. 2. ação conjunta de empresas, visando obter um desempenho melhor do que aquele demonstrado isoladamente.
  3. 3. coesão dos membros de um grupo ou coletividade em prol de um objetivo comum.
Estas são as definições de "Sinergia". Se entenderam o conceito das Units e o conceito dos "Avengers" do Kpop, entender 'Sinergia' se torna bem mais fácil. Mas, só para fechar com chave de ouro, em uma das entrevistas que o SuperM deu, o Taemin disse:

"Cada membro pode mostrar sua capacidade e brilhar de uma maneira diferente que, talvez nos outros grupos, não poderiam".

Isso é reconhecer o talento dos outros grupos, não o contrário. Vejam bem, os meninos estão mostrando não só um talento que já conhecíamos deles nos grupos originais, como uma potencialidade 'oculta', por assim dizer, que com os membros do SuperM, se destaca. O que, em suma, quer dizer que eles são artistas completos e surpreendentes. Como exemplo, temos o Kai que no EXO é um rapper e dançarino, mas no SuperM além de apresentar a sua performance de dança, ainda apresenta um vocal, diferente do que estamos acostumados a ouvir. O Taemin, que no SHINee é o dançarino principal, apresenta-se como segundo vocal no SuperM, depois do Baekhyun. E por assim vai..
Essa é a "nova matriz" do Kpop: mostrar as multi-qualidades dos idols da SM, provando que não são só bons em seus grupos originais ou em suas respectivas carreiras-solo, mas em QUALQUER DESAFIO, porque são artistas completos. Percebem isso?


Pois bem, concluindo os 3 importantes pontos, é preciso lembrar que, como foi dito no meu primeiro artigo, "Matriz" é o significado do "M" no nome do grupo. Ou seja, SuperM = Super Matriz. Não é a toa que eles prometem "fazer algo novo no Kpop". Que novidade seria essa? Seria ela uma música? Um estilo? Uma batida diferente? Uma letra como nenhuma outra? Não. É o conceito todo! É o que faz o SuperM ser o SuperM: Um grupo formado por quatro grandes grupos de sucesso, com carreira consolidada na SM, cujos dois membros também se aventuram em carreiras-solo, tentando se aprofundar no mercado fonográfico ocidental. Não é nenhum pecado, certo? - Para alguns, aparentemente, é sim.

O DEBUT E O TRAJETO PERCORRIDO
No dia 4 de Outubro à meia-noite (horário de Brasília), o SuperM participou de um Premiere Event. Eu, minhas amigas Vitória, Aline, Isabela, Renata, fizemos uma chamada no Skype, para podermos ver a reação de todas com o Debut. A live foi transmitida no canal da SMTOWN e pode ser assistida dando play, aqui:


A live começou e nós quatro ficamos histéricas. A vontade era epenas chorar e rir, ao mesmo tempo, mas o que vinha era uma ansiedade gritante, que chegou invadindo tudo, sem pedir licença, só deixando o coração acelerado e um ponto de interrogação no meio da fuça. - Essa última parte, porque a live era ao vivo, crua, sem legenda, e como não sei inglês, nem coreano, nem chinês (Lucas), nem menos tailandês (Ten), foi um pouco complicado acompanhar a live entendendo. -Felizmente, contei com o apoio da Isa, da Rê e da Vicky, que tentaram uma tradução simultânea com o que iam entendendo. Mais tarde, minha amiga Ana Raquel, acabou me ajudando com a tradução completa, quando o vídeo saiu com legenda, em inglês.
Depois do Premiere Event com Tetris Kelly, os membros do SuperM se juntaram à plateia para assistir, pela primeira vez, o MV de sua música single, JOPPING:


Sentado ao lado dos membros do SuperM, o presidente da SM, Lee SooMan, assistiu a Jopping com uma carinha repleta de orgulho, enquanto víamos os meninos, claramente, prestando atenção em cada detalhe do MV, oscilando entre 'prestando atenção', 'cantando junto' e 'vibrando' conforme a batida da música ia se intensificando. Vimos saírem de "apreensivos" e irem para "UAL!" em frações de segundos o tempo todo, passando por um Baekhyun tímido e um Ten sendo abraçado e sacudido pelo Lee Soo Man.


No dia 5 de outubro, às 23 horas (horário de Brasília), foi a vez da primeira apresentação ao vivo do SuperM. Eles apresentaram 3 das 7 faixas do seu álbum intitulado "SuperM - The 1st mini album": "I Can't Stand The Rain", "Super Car" e "Jopping". - Faltando apenas "No Manners", "2 Fast" e duas instrumentais de Jopping e I Can't Stand The Rain.


Novamente, eu e minhas amigas (a Aline e a Isa, dessa vez, não participaram, e no lugar delas estavam a Michelle, o Luiz e o Lau) assistimos à Live do showcase, com o coração na mão, muitos suspiros (os meninos, não) e já sabendo a música do início ao fim. Contribuímos, grandiosamente, com os streammings no MV de Jopping, que em 24h não só aparecia em #1 nos Trend Topics do Twitter em mais de 30 países, incluindo o nosso, como já havia contabilizado exatos 8.758.813 views. Hoje, 2 semanas depois, conta com 32 milhões de visualizações!


O palco para o showcase, foi construído na frente do prédio da Capitol Records e lotou as ruas de Hollywood. Os outdoors foram preenchidos com uma possível aparição deles no programa "The Ellen Show", no dia 9 de Outubro. Foram, também, distribuídos lighsticks "descartáveis" - que só um louco descartaria - a  todos os fãs presentes no showcase! 


A primeira entrevista do SuperM foi para a Kate Halliwell, da Apple Music. Devo dizer que foi totalmente despojada, divertida e, aparentemente, sincera. Até o momento, um dos melhores artigos que eu li a respeito do SuperM, porque não só os vi como Idols, mas como "pessoas normais", com sonhos, desejos, brincadeiras e amizades, e que merecem total apoio e respeito pela excepcionalidade e qualidade dos trabalhos deles... 


Também foi falado sobre como eles têm tentado aprender inglês, para se aproximar dos fãs americanos (vide vídeo do Mark comemorando o Taemin construir uma frase inteira em inglês *-*) e os esforços que tiveram no 'making off' de Jopping. Vale a pena conferir! - Embora gravada antes, a publicação com o áudio completo e a narrativa de Kate foi ao ar, apenas, do dia 16 de Outubro.
Em sua primeira (mini) entrevista na TV, o SuperM se apresentou como grupo e individualmente, ensinou a Ellen a fazer "Jopping" (uma brincadeira composta com as palavras Jumping e Popping) presentes na letra e na performance de seu single de debut. Depois disso, respondeu se estavam solteiros e apresentaram duas músicas: "Jopping" e "I Can't Stand The Rain".


Depois disso, ainda teve o evento de Perguntas e Respostas pelo #TwitterBlueroom Live in Hollywood, traduzido simultaneamente pela equipe do SuperM Brasil (@brasil_superm), no Twitter, mas que pode ser assistido aqui:


Teve também, uma loja Popup (dessas que ficam abertas por um curto período) vendendo "Goods" e Álbuns do SuperM e com direitos a sessão de autógrafos. Os meninos foram na inauguração da loja, no primeiro dia e se divertiram bastante! ^^ Chegou até a sair live no instagram!


Vários eventos foram realizados durante a promoção do SuperM. Até algumas lojas Starbucks, que foram anexadas a alguns dos locais do evento, como a Barnes & Noble, passaram a vender bebidas que, além de serem as favoritas dos membros do SuperM, refletiam suas personalidades (veja as fotos):

  • TEN ~ Caffe Americano: Ao contrário da personalidade vibrante de Ten, ele mantém seu pedido simples com um Caffe Americano que inclui doses de café expresso com água quente.
  • TAEYONG~ Pink Drink: Ao contrário de Ten, a escolha de Taeyong é exatamente o que você esperaria de alguém tão inteligente quanto ele. The Pink Drink é um refresco de morango com açafrão e leite de coco, tornando-o não apenas razoavelmente doce, mas divertido de se ver.
  • KAI ~ Caffe Latte: Como Kai não é muito fã de café, sua escolha é um Caffe Latte, que é café expresso com leite no vapor. No caso de Kai, porém, mais leite do que café provavelmente.
  • LUCAS ~ Java Chip Frappuccino: Como o garoto grande Lucas é, seu principal objetivo é o Java Chip Frappuccino. É molho mocha, chips de frappuccino, café e leite misturados e depois cobertos com chantilly. Essencialmente, é uma versão adulta de um milk-shake.
  • MARK ~ Mocha Frappuccino, no whip:  Como maknae do grupo, Mark escolhe um Frappuccino Mocha, que é molho mocha, café, leite e gelo misturados. Ao contrário de Lucas, Mark simplifica, retirando a doçura adicional do chantilly.
  • TAEMIN e BAEKHYUN ~ Iced Americano: Baekhyun e Taemin mantêm seus pedidos simples como Ten. Tudo o que eles precisam é de um Americano Gelado, que são simplesmente doses de café expresso cobertas com água fria.


Todos esses eventos, além de uma estratégia de marketing pesada, lhes garantiu, apenas 9 dias após o seu debut, o PRIMEIRO LUGAR NA BILLBOARD 200.

AS CONQUISTAS E OS OBSTÁCULOS NO CAMINHO
O SuperM foi o primeiro grupo 'coreano' (mesmo com um membro chinês e um tailandês) a conquistar o 1º lugar no ranking da Billboard 200, com um álbum de estreia - mas não o primeiro a conquistar a marca, de modo geral. - Também, é a primeira vez que vemos um chinês e um tailandês no topo do charts da Billboard 200. Um grande feito para um grupo recém-debutado que já vinha enfrentando obstáculos desde seu anúncio oficial.
Era um momento de comemoração, e como tal, deveria ser feliz. Ver o rostinho deles felizes, foi o que valeu a pena! Pude sentir a emoção muito maior na live do Kai, mas já que é para falar de todos, vamos com o videozinho oficial:


No vídeo em que mostram a live em que o Baekhyun comenta o resultado da Billboard, o Taemin agradece aos fãs, dizendo que não fossem por nós, eles não teriam conseguido o grande feito. Verdade seja dita, foi uma felicidade não só para eles! - Eu mesma, liguei para minha amiga, aos berros, rindo e chorando, sem saber definir, linda e claramente histérica! 
Mas, não durou muito tempo. Por conta da incansável e, ao meu ver, perfeita estratégia de marketing usada pela Capitol Records, muito mais do que pela SM, algumas especulações a respeito da legalidade desta conquista foram expostas por sites sensacionalistas, como o Buzzfeed. Eles deram a entender que a Billboard poderia ter mudado as regras para favorecer o SuperM à alcançar o primeiro lugar. Além disso, um acontecimento extremamente triste, envolvendo o falecimento da cantora e atriz Sulli do F(x), grupo de kpop feminino da SM, fez com que o SuperM suspendesse as atividades de promoção na Coreia do Sul, que iria fomentar, ainda mais, o grupo, agora na Ásia.


Na verdade, todos esses comentários são apenas maldosos, não baseados em fatos, justificativas ou argumentos verdadeiramente válidos. Infelizmente foram adotados por pessoas que não estão contentes com o resultado e precisavam achar alguma coisa para desmerecer a conquista. - E não se limitam a um fandom específico. Alguns ídolos americanos também aderiram o discurso. - O resultado da Billboard 200 classifica os álbuns mais populares da semana nos EUA com base no consumo multimétrico medido em unidades equivalentes de álbuns. As unidades são compostas por vendas tradicionais de álbuns, álbuns com faixas equivalentes e álbuns equivalentes em streaming, ou seja, se dá mediante a soma das vendas puras de álbuns do grupo e o fluxo das faixas. 

A fórmula para a contabilização dos dados, de acordo com a Nielsen Entertainment, se dá pelas vendas puras* + fluxo (streaming), onde vendas puras* = vendas físicas + vendas digitais.

O SuperM vendeu 168 mil unidades de álbuns equivalentes. Dentre eles, 164 mil foram vendas puras e 4,9 mil foram de fluxo (streaming), o que significa 98% de vendas puras em comparação com o fluxo. Destes 164 mil, 113 mil foram álbuns físicos e 51 mil foram digitais, como podem ver aqui.
As opiniões dos haters se dividem entre chamar a estratégia de marketing usada pela Capitol Records de não ter sido uma "venda orgânica", o que não significa nada para o ranking da Billboard 200 em específico e acusações sobre não terem computado as vendas apenas dos EUA.
Chris Muratore, Diretor de Desenvolvimento de Negócios e Diretor de Relações de Varejo e Serviços de Pesquisa para a Nielsen Entertainment, respondeu à um e-mail que questionava como eram contabilizadas as vendas de álbuns no Chart da Billboard 200:

"O gráfico de álbuns publicado pela Rolling Stone representa o consumo que ocorre nos Estados Unidos. Cada unidade de consumo que recebemos diretamente de nossos provedores de dados tem um código postal anexado e processamos apenas dados para códigos postais reconhecidos nos EUA. Quaisquer vendas fora dos EUA não são incluídas no nosso processamento de dados para os EUA".


Vendo a repercussão, a Billboard emitiu nota afirmando que...

"Varejistas on-line, incluindo a loja SuperM da SM Entertainment, mencionaram nas descrições dos itens que as vendas seriam contadas para os gráficos da Billboard - uma prática justa que visa o compromisso dos fãs com a causa, desde que apenas as vendas nos EUA sejam relatadas."

Sobre os bundles, Mark Mulligan, diretor-gerente da MIDiA Research, afirmou que ao focar o marketing nos álbuns físicos, "os fãs do SuperM compraram o mini-álbum em números porque era a maneira de expressar seu fandom e apoio à banda. Tanto os artistas de K-pop quanto os ídolos japoneses vêm fazendo esse tipo de coisa há anos em seus mercados domésticos, a tal ponto que as receitas físicas estão crescendo fortemente na Coréia do Sul, impulsionadas por jovens fãs de K-pop" e que, por investirem nisso...

"A SM Entertainment e a Capitol Records obtiveram sucesso através do formato físico em um cenário musical em que o streaming é considerado o bilhete de ouro para o sucesso nas paradas."

Mostraram, segundo Russ Crupnick, sócio-gerente da indústria. empresa de análise MusicWatch, que "quando todo mundo diz que os jovens não ouvem álbuns e eles certamente não compram álbuns, uma equipe de marketing inteligente que sabe como atrair uma base de fãs principal prova que eles estão errados”.

Os mais de 60 bundles (pacotes) incluíam os famosos photobooks, pôsteres, cards, goods, bonés, imagens em discos de vinil com as fotos dos membros, camisetas personalizadas dos membros em 5D e até ingressos. As camisetas em 5D foram as aquisições que eu sonhei conseguir, mas falhei miseravelmente por motivos claros de podreza - pois cada uma estava no valor de 35 doláres + o frete, e pois é, deu ruim. - Os membros do SuperM chegaram a gravar vídeos delas e publicaram na conta oficial do instagram e o efeito que elas causam, são... maravilhosos, só vendo para entenderem: Taemin, Kai, Baekhyun, Mark, Lucas, Taeyong e Ten.



DADOS IMPORTANTES E A ESTRATÉGIA DE MARKETING ADOTADA
Diferente do que os haters têm afirmado, nenhum álbum foi dado de graça, mas o seu valor foi integrado em alguns bundles, com um valor menor do que nas vendas individuais, mas maior do que o mínimo permitido pela Billboard. CDs vendidos por menos de US$ 3,49 e faixas musicais abaixo de US$ 0,39 não são computados nos gráficos da Billboard. Os Álbuns do SuperM na Amazon americana e outras plataformas oscilavam entre US$ 11 e US$ 13,98, sendo que cada música custava US$ 1,29. Mesmo antes do debut, como depois do resultado da Billboard, os valores oscilaram, mantendo-se acima do mínimo permitido, provavelmente para tentar se manter nos gráficos desta segunda semana, como podem ver aqui.
O SuperM também investiu em se aproximar dos fãs o máximo possível, e isso incluiu, como falei acima, na criação de contas individuais no instagram e várias lives. Em uma delas, eles divulgaram um número onde seus fãs poderiam enviar-lhes perguntas (vejam aqui)


 Ao final da primeira semana, após o debut, o SuperM iniciou uma campanha pela venda dos álbuns. O primeiro mini-álbum contém 8 versões e 7 faixas. Uma versão contém capa e photobook do grupo todo e as outras 7 versões, capa e photobook de cada membro. A junção das "lombadas" dos álbuns, formam o símbolo do SuperM e foi através deste pequeno detalhe, que as vendas do álbum foram um grande sucesso.


Nas redes oficiais do SuperM, a SM investiu no merchan, afirmando que todos que enviassem o símbolo a ela, teria sua postagem compartilhada. Os stories do instagram horas antes de encerrar a semana da Billboard borbulharam de fãs com símbolos dos 7 álbuns reunidos. Os tweets com os álbuns marcando a #supermsymbol foram, grande parte, retweetados, como podemos ver em sua conta oficial da plataforma.
Por fim, os ingressos para os shows fizeram parte dos bundles, incluídos o valor mínimo do álbum, o que é perfeitamente permitido para os gráficos da Billboard. Anos atrás, a Revista The New York Times, publicou sobre os bundles que artistas famosos, como a Taylor Swift fazia, incluindo até mesmo pizza, para aumentar a venda dos seus álbuns. Uma prática que não é ilegal e colaborou para a mudança das regras da Billboard. Todos, sem exceção, se beneficiaram desta prática para alcançar o topo dos charts, até mesmo os que argumentam sobre a "organicidade" dos mesmos, uma vez que a prática de bundles, sejam quais forem, das mais simples às mais exageradas, do card bonitinho dentro de um photobook super conceituado com um poster dobrado ou enroladinho num tubo à capa do CD estampado na caixa da Pizza, todos são orgânicos e se beneficiaram desta prática em algum momento. - Vide lombada de álbuns juntinhas formando uma figura, okay? Falei e saí correndo... 
A Billboard, à época, lançou nota dizendo que o objetivo de focar nas vendas dos álbuns físicos, quando o streaming estava ganhando o mercado era válido como jogada de marketing, então, quem são os críticos sem formação do Twitter para julgar? Portanto, nada, absolutamente nada, do que disseram contra o SuperM, a SM e a Capitol Records, corroboram com a verdade. E isso se prova nos resultados dos gráficos seguintes. 


Porém, entre tantos desafios, uma animosidade tomou conta dos fandoms, que se uniram para participar de uma campanha criada pelas Fanbases e Units estrangeiras, no twitter, para limpar a pesquisa referente ao SuperM afim de diminuir o hate contra o grupo, e a mesma foi retweetada pela FanAccount SuperM Brasil, citada pouco acima.

GRÁFICOS SEMANAIS
O SuperM também conquistou o 1º lugar na United World Album Chart (UWC), com 176.000 vendas puras, mas o caso foi abafado pelos hates em cima ainda do resultado da Billboard 200.


O SuperM, além de ter conseguido 32 milhões views (até o momento em que escrevi este artigo ~> 21/10/2019, às 00h11), também bateu 2 milhões de ouvintes mensais no Spotify, superando os ouvintes mensais dos grupos originais. Você também pode ouvir o SuperM na Apple Music/iTunes.


Resumindo os gráficos da Billboard, o SuperM esteve no ranking #1, em vários outros gráficos durante a primeira e a segunda semana, temos:

Billboard 200

Top Album Sales

Digital Albums

Top Current Albums

Artist 100

World Albums

World Digital Song Sales

Internet Albums

Os resultados da primeira e segundas semanas do SuperM nas paradas, corroboram com o resultado principal da Billboard 200. 

SuperM: We Are The Future
Abusando e tomando posse do slogan do grupo, agora é esperar o reality show, "The Beginning", onde vão mostrar como as promoções locais e no exterior foram para os membros, bem como as etapas especiais para "Jopping", "I Can't Stand The Rain" e "Super Car", que será transmitido na Coreia do Sul, dia 25 de Outubro, a partir das 11h10 (horário de Brasília) neste site e aguardar, ansiosamente, para o início da turnê do SuperM americana, esperando que, até lá, o nome do fandom seja escolhido.
Sobre isso, é interessante citar alguns nomes mais interessantes, apresentados pelo fandom do SuperM: SupreMes (em analogia ao "Avengers" e porque brinca com o nome do grupo) e SMatrix (em analogia ao significado do 'M' no nome e à teoria do Espalhamento na Física Quântica). Mas, pela demora até em escolherem o líder do grupo, não duvido que o nome do fandom vá se arrastar mais um pouco... - Torcendo pelo melhor!


As datas dos Shows da Turnê americana são:

  • 11 de novembro - Fort Worth, TX, Dickies Arena
  • 13 de novembro - Chicago, IL, United Center
  • 15 de novembro - Atlanta, Geórgia, Infinite Energy Arena
  • 17 de novembro - Washington, DC, EagleBank Arena
  • 19 de novembro - Nova York, NY, Madison Square Garden
  • 30 de janeiro - San Diego, CA, Viejas Arena
  • 1 de fevereiro - Los Angeles, CA, o fórum
  • 2 de fevereiro - San Jose, CA, SAP Center
  • 4 de fevereiro - Seattle, WA, ShoWare Center
  • 6 de fevereiro - Vancouver, BC, Pepsi Live na Rogers Arena

Os ingressos, de acordo com o site Viagogo e StubHub são dos mais variados, e vão de 100 reais na categoria básica à 19 mil reais na categoria VIP. - Pasmem se quiserem! E, independente disso, a única coisa que me vem à mente é "onde posso vender um rim?"

O que me resta é continuar torcendo para que façam muito sucesso para que quando, voltarem para a América, dêem uma passadinha no Brasil em turnê.. Não custa sonhar!

~Rackys.

Do Atari ao PS4, superando o vício em Guitar Hero II e migrando para "drogas" mais fortes: os Doramas. Eles me transformaram numa maratonista devoradora e resenhista de dramas asiáticos, pelos sites Eu Insisto, Uma Dose de Dorama, Kai nos Doramas e Teoria Geek, e agora, com site próprio EU♥DORAMAS! Por influência deles, me viciei em SHINee (kpop) e descobri que não tem cura. Mais recentemente, fui convertida ao SuperM e EXO, também. (Amém!) Além destes projetos, fui otaku de Naruto, fã de Nicholas Sparks, amante de séries teens, musicais, de dança, ginástica artística e dança no gelo. Atualmente nooba em PvP e admin do grupo EU♥DORAMAS no Face e ajudante no fórum da Fansub de mesmo nome. Me aventurei na vida de subber para uma Fanbase de Legenda: a SuperMsubBR. Mas, meu coração continua shawol pra todo o sempre e MVP de carteirinha, embora Flaming tracker me afronte. E, por fim, juro que, embora pareça que não, tenho vida social! Tanto que sou professora de educação infantil no "tempo livre". Prazer! Sou Rackys.

4 comentários via Blogger
comentários via Facebook

4 comentários:

  1. Show de bola esse texto! Pra quem não esta totalmente inserida no conceito e nas notícias, como eu, é bem explanativo. Quanto aos haters, só posso lamentar. Infelizmente, hoje em dia, haters estão em todos os lugares, disseminando ódio gratuito que, em vez de atingirem seu objetivo e destruirem o alvo do ódio, acabam minando a credibilidade da pessoa que o disseminou, causando efeitos negativos em sua propria vida. Sonho com um mundo onde todo essa negatividade seja transformada em amor, empatia, solidariedade e compaixão. Por que criticar algo que mal começou, por que não apoiar e incentivar e ver até onde eles podem chegar com essa iniciativa surpreendente de mostrar ao mundo qualidades artísticas tão raras hoje em dia??? Arrisco sonhar que esse dia chegará, e o SuperM ainda estará brilhando e nos encantando com suas performances.
    P.S: feliz com a menção à minha pessoa! 😍

    ResponderExcluir
  2. Ninguém me tocaaaa...Estou tão orgulhosa dos nossos meninos de ouro, lembro que desde o começo gostamos da idéia de imediato e resolvemos apoiar incondicionalmente pois sabiamos seria uma coisa linda de se ver.
    Hoje lendo esse artigo, passou um filme na minha cabeça,(que gostoso isso)ver a carinha de felicidade deles e o empenho serviu para reforçar que estávamos certas em apoiar e confiar no talento deles 😍..Fora a sensação boba de participar "ao vivo" do Debut deles, coisa que não pudemos fazer com os grupos originais,Shinee, Exo e NCT!! Agora é continuar sonhando com a vinda deles para o Braseeelll, me ajuda aí Le Soo Man já vou fazer uma poupança com essa finalidade...🤞😂😂

    ResponderExcluir
  3. ALÔ SM! CONTRATA ESSA MULHER PRA ESCREVER SEUS ARTIGOS!
    Puta que pariu mais uma vez sem falhas não é mesmo?
    Se você se sente perdido aqui é o lugar para você se achar e tomar conhecimento daquilo que não sabia.
    Primeiríssima matéria feita por uma fã, admirada e com um bom senso incrível, como a colega ali de cima disse, se passa realmente um filme na nossa cabeça se formos parar para analisar tudo o que eles já viveram, todos os perrengues e trabalho duro, faz com que esses títulos tenham um gosto de quero mais, de que são mais preciosos e importantes porque foram conquistados com trabalho duro e dedicação.
    É aquele orgulho de mãe mesmo 🥺
    Obrigado pela matéria incrível Raquel. Hazzo.

    ResponderExcluir
  4. Só tenho que agradecer pelo artigo, ficou sensacional em todos os sentidos. Muito bem explicado e as informações muito bem expostas, já até favoritei a página no meu navagedor para compartilhar com minhas amigas e ler novamente no meu tempo livre. Sem palavras, só obrigada.

    ResponderExcluir

Deixem-nos saber o que achou do post! Comente aqui.

Todo site, quando desenvolvido com carinho, sem qualquer pretensão de lucro, espera algo em troca.
A única coisa que espero dos meus visitantes, além de gostarem do conteúdo, é comentarem nas postagens.
São estas pequenas coisas que não me deixam desanimar: saber que tem gente que acompanha, independente de concordar ou discordar de mim.
Então, se não for pedir muito, por favor, deixem umas blogueiras felizes! ^^

Paginação numerada



Subir